quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Roteiro de Pregação

Buscai conhecer o teu Deus e verás que Ele nunca te abandonará

Deus quando criou o homem levou em conta todas as suas necessidades. Deu-lhe terra boa, com animais, água e alimentos; para que este não se sentisse só, deu-lhe também uma esposa. E isso não é o mais importante, o amor de Deus é tão grande que Ele fez o homem conforme sua imagem e semelhança.

Neste momento, quero que você relembre às vezes em que Deus veio suprir uma necessidade sua; tente lembrar-se de quantas vezes você pediu e Deus lhe deu, e se Ele não o atendeu, pergunto: você ficou sem respostas ou com o tempo foi-lhe dado o discernimento do seu pedido não ter sido atendido?

Essas são algumas questões que nos levam a conhecer Deus, o criador de todas as coisas, o Pai que entregou seu filho nas mãos humanas para salvar a humanidade do pecado. Ainda assim, mediante toda a providência divina, notamos a preocupação do homem para com o dia seguinte, nisso, é notável a extrema falta de confiança para com Aquele que conhece todas as coisas. A Palavra de Deus nos diz:

“Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.” (Evangelho de São Mateus 6, 34)

O que o Senhor quer nos dizer com está passagem? Ele te diz para simplesmente ficar parado esperando a graça acontecer? Não, Ele simplesmente pede que você confie nele plenamente assim como os pássaros e os lírios dos campos confiam nele. Ti entrega ao Senhor, pois o mais Ele fará em tua vida! Viva o dia de hoje como se fosse o último; busque a Deus constantemente, Ele sente sua falta. Estamos tão presos às coisas do mundo, preocupados com trabalho, comida, estudos, roupas, dívidas e assim vai, que diante deste ciclo vicioso, acabamos esquecendo de dizer: Pai, obrigada por este dia; obrigada pelas dificuldades, pois elas me prepararam para o dia amanhã. Eu aprendi que se eu fizer isso, aquilo não acontecerá. Amanhã estarei mais forte e saberei o que fazer.

Falta compreendermos que Deus não abandona o homem à própria sorte. Não estamos sozinhos neste mundo, Deus é contigo em todos os momentos, Ele nos mantém e nos sustenta e é por essa razão que estamos aqui hoje. O Catecismo da Igreja Católica descreve o seguinte:

“Com a criação, Deus não abandona sua criatura a ela mesma. Não somente lhe dá o ser e a existência, mas também a sustenta a todo o instante no ser, dá-lhe o dom de agir e a conduz a seu termo”. (CT § 301)

Notamos nesse trecho que diretamente somos dependentes de Deus, é a Ele que recorremos quando não encontramos saída. É na dor que sabemos dobrar nossos joelhos e clamar a ajuda do Pai. Você consegue enxergar isso? Consegue ver o quão dependentes somos de Deus, mesmo tendo inteligência, força, habilidade e capacidade. O Senhor deseja algo de ti, porque tu és único, você possui capacidades excepcionais, és tu a criatura dos olhos de Deus, você é único e por seres único e insubstituível é que Deus te ama tanto, tanto que com sangue derramado em um madeiro, mediante a humilhações e flagelações é que você foi comprado. Tudo isso não te basta, tudo isso não é prova de amor incondicional? Pois o documento da Igreja ainda nos diz o seguinte: “A criação tem sua bondade e sua perfeição própria, mas não saiu completamente acabada das mãos do Criador. Ela é criada ‘em estado de caminhada’ para uma perfeição última a ser atingida, para a qual Deus a destinou...” (CT §302)

Não somos perfeitos, temos fraquezas. Mas diante de nossas limitações é que nos vem a capacidade de encontrar no abraço do Pai respostas para as nossas dúvidas, soluções para os nossos problemas. Reconhece teu Deus, buscai conhecê-Lo profundamente para que tua vida seja uma perfeita comunhão em amor. Tu não estás só, Deus o espera. Não tenhas medo, Ele está aqui e se você crer verdadeiramente que Ele é verdade e vida siga-O.